O que é a Síndrome de Asperger?

O que é a Síndrome de Asperger?

Saiba um pouco mais sobre o transtorno que muitas pessoas possuem, mas sequer sabem disso!

Há cerca de 3 anos demos inicio a esse blog, por aqui, inicialmente seria publicado assuntos relacionados ao livro que dá nome ao site, no entanto, o espaço acabou se tornando uma base de conhecimento sobre a Síndrome de Asperger, um dos braços do Espectro do Autismo, que é trato no livro e que ainda é muito pouco conhecido da população em geral.

A partir dessa semana, iremos relembrar alguns dos artigos que estiveram por aqui no passado, e assim, quem sabe ajudar com que mais pessoas saibam sobre a Síndrome e identifiquem se já conviveram, ou convivem com alguém que a possua.

Bem, chega de enrolar, e vamos logo dar inicio ao artigo, afinal de contas, o que é a Síndrome de Asperger?

Em termos práticos, a Síndrome de Asperger nada mais é que o grau mais brando dos transtornos que compõem o Espectro do Autismo (TEA), transtorno esse que é bastante comum, mas que ainda hoje, é cheio de estereótipos os quais não condizem muito com a realidade dos fatos.

Antes de qualquer coisa, é preciso salientar, que qualquer pessoa que tenha algum grau de autismo não pode e não deve ser considerada como uma pessoa doente.

Os transtornos que compõem o Espectro do Autismo, muito tratado pela ciência pelo termo (TEA), uma abreviatura para Transtornos do Espectro do Autismo, são exatamente isso, transtornos, e sendo assim, não são uma doença.

Em outros termos mais claros, o autismo não pode ser considerado uma doença, pelo fato, de que não há como trata-lo, o que se trata, em casos onde o transtorno afeta a vida dos indivíduos que os possua, são as comorbidades associadas, assunto que ainda trataremos por aqui novamente no futuro, e não o autismo em si.

Outra coisa que costuma ser muito co-relacionada quando se pensa em autismo, é que quem o possuí, tenha algum tipo de retardo mental, algo que não é a verdade, o retardo mental é um outro transtorno bastante diferente do autismo, e futuramente devemos especificar isso também.

Por hora, é bom que saiba que autistas não são retardados, e nem pessoa alguma deveria ser chamada assim! Agora que já demos uma pequena re-significada sobre o autismo em si, iremos especificar mais sobre a Síndrome de Asperger, nosso assunto principal.

Como dito lá no inicio, o Asperger, nada mais é que o grau mais leve do TEA, suas principais características ficam pelo fato destes indivíduos sofrerem muito para firmar vínculos sociais, estes vínculos nada mais seria, do que fazer amigos.

Aspergers tem grande dificuldades em fazer novas amizades, isso se deve pelo fato de que uma das maiores deficiências provindas do TEA, seja justamente uma certa limitação das capacidades sociais do individuo que o possua.

Outra característica bastante comum em pessoas que tenham o transtorno, é o fato delas serem bastante estabanadas, por assim dizer, Aspergers costumam ter muitas dificuldades em sua coordenação motora, algo que acaba fazendo com que tenham dificuldades para realizar atividades que em tese são coisas simples.

Talvez o maior divisor de águas entre o Asperger e os demais graus do TEA, seja o fato, de que quem o possui, em nada é afetado em suas capacidades intelectuais, pelo contrário, muitos inclusive tem uma capacidade intelectual bem acima da média da população como um todo.

E engana-se quem pense que o transtorno é algo pouco comum, os estudos sobre o assunto ainda são bastante limitados, pelo fato de todos os graus do TEA, serem de difícil identificação, no entanto, é fato que no mundo existem milhões de indivíduos que tenham o Asperger e muitos inclusive, convivem com o transtorno, sem sequer saberem que o possuem.

Boa parte dos Aspergers, acham que toda a excentricidade que tem em sua personalidade, nada mais passa disso, uma excentricidade e marca própria de sua personalidade.

Para mostrar como o transtorno é bem mais comum do que muitos imaginam, e para mostrar como ele não afeta em nada a vida de quem o possua, iremos citar nomes bastante conhecidos no mundo.

Talvez o maior deles, seja o gênio Albert Einstein, o conhecido físico que revolucionou o mundo com suas teorias é um dos quais precisou conviver com o transtorno.

Einstein podia ser um gênio com números, equações, fórmulas e outras coisas, mas quando se tratava de interagir com o mundo a sua volta, ele se tornava alguém extremamente limitado e reservado, algo que por vezes faz dessas pessoas serem vistas como egocêntricas e por vezes egoístas.

Nomes mais atuais que tenham o Asperger, atendem por figuras que sempre estão nos holofotes, exemplo disso, é o magnata da tecnologia Bil Gates, um gênio, que assim como Einstein foi capaz de revolucionar o mundo com o software mais popular de todos, o windows, mas que até os dias de hoje, ainda possui um círculo social bem limitado.

Outro gênio da tecnologia que também tinha o transtorno, era Steve Jobs, fundador da Apple, a empresa mais valiosa do mundo.

Talvez o nome mais atual de todos, seja do jogador Lionel Messi, o gênio do futebol nunca teve o transtorno confirmado em sua vida, no entanto, é nítido que ele o possua.

Uma das provas disso, é o fato de Messi, desde muito cedo ter uma paixão quase que doentia pela bola, Messi não saia de casa, sem que sua adorada bola estivesse a seu lado, tudo isso, fez com que ele se tornasse um dos maiores e melhores jogadores da atualidade.

Esse interesse quase que compulsivo por determinadas atividades ou coisas, é outra particularidade dos Aspergers e dos Aspies em geral, elas são conhecidas como hiperfocos, outro tema que abordaremos novamente por aqui.

Com tudo dito acima e de forma muito resumida, concluímos o artigo dizendo que de acordo com a ciência, pessoas que tenham algum grau do TEA em sua vida, são assim por conta de uma alteração nos neurotransmissores que ainda não possuem uma explicação conhecida.

Em palavras mais simples, pessoas que tenham algum grau do TEA, possuem neurônios que funcionam de um modo bem particular e diferente do resto da sociedade que por aqui sempre chamamos de ‘normais’.

*Aspies= Termo usado para se referir a pessoas que tenham algum grau do Autismo.

FernandoAzevedo