Como são crianças que tenham a Síndrome de Asperger?

Como são crianças que tenham a Síndrome de Asperger?

Crianças Aspergers tem algumas particularidades que as tornam diferentes das demais

Conforme havíamos prometido na semana passada, a cada semana, iremos dar uma atualizada em algum artigo que publicamos por aqui, falando sobre a Síndrome de Asperger, hoje em dia enquadrada como o grau mais brando dos transtornos que compõem o Espectro do Autismo, muitas vezes chamado unicamente pela sigla (TEA).

Nesta semana, iremos falar sobre crianças que são Aspergers, será que elas são muito diferentes das demais? Se sim, como? E ainda, como isso pode afetar sua vida?

Antes de responder essas questões acima, precisamos relembrar que a Síndrome de Asperger tem como suas principais características o fato dos indivíduos que a possuem, terem grandes dificuldades na interação social e ainda alguns problemas com sua coordenação motora.

De acordo com estudos realizados há um certo tempo, ao menos 7 crianças em cada mil, são portadoras do Asperger. O número pode parecer pequeno, mas colocando-o em nível mundial, isso faz com que milhares de crianças Aspies existam.

Crianças Aspergers, logo em seus primeiros anos de vida se mostram diferentes das demais, isso porque, lá pelos seus 2 anos, idade quando passamos a ter uma interação social maior que antes, elas já apresentam comportamentos que chamam atenção.

Talvez o mais importante a ser observado nesta idade, é o fato dessas crianças terem um interesse quase que obsessivo por determinada atividade ou coisa. Os conhecidos hiperfocos, que em resumo seriam atividades que dão um certo prazer a estes indivíduos.

Vamos supor, que a criança esteja habituada a ver TV por um determinado momento do dia, caso ela seja privada disso, a resposta certamente será uma crise nervosa que se dará por meio de um choro desesperador.

Essa necessidade de fazer algo como uma espécie de ritual, ou simplesmente como parte de uma rotina bem estabelecida, é algo característico de pessoas que tenham o Asperger.

Outro ponto interessante de ser observado nos primeiros anos de vida, é o fato dessas crianças não se enturmarem muito fácil com outras crianças de sua idade.

Como já é conhecimento de quem esteja lendo este texto, a interação social talvez seja a maior deficiência que quem tenha algum dos transtornos que compõem o TEA, pode apresentar.

Tal fato faz com que crianças que sejam Aspergers não aceitem estar em meio a outras crianças, ou caso aceitem, elas tendem a ser ignoradas pelas demais crianças tidas como ‘normais’ ou usando um termo mais adequado, neuro-típicas.

Característica que também é comum em crianças Aspergers, é o fato delas terem uma grande dificuldade de acatarem uma ordem, por exemplo, um pai ou uma mãe insiste que seu filho asperger pare de fazer algo, no entanto, a criança simplesmente continua como se nada tivesse acontecido, isso acontece por outra peculiaridade do transtorno, que é a dificuldade em seguir regras.

Aspergers tendem a levar em primeiro lugar a sua própria concepção de certo ou errado, e isso, desde os primeiros anos de vida é algo que pode ser observado.

O não seguimento de regras tendem a dificultar bastante a vida dessas crianças, principalmente na chegada ao âmbito escolar, onde regras e mais regras de convivência são inseridas na vida destes indivíduos.

Outro ponto a se observar, se refere a relação da dificuldade motora, crianças Aspergers podem ter maior dificuldade para começarem a andar, ou então, andar de um modo bem desajeitado por um tempo bem maior, que uma criança neuro-típica que ainda esteja se habituando a trocar passos.

Crianças Aspergers podem também apresentar certas restrições a alguns ambientes que sejam muito ruidosos, isso porque outra característica bem forte neles é a sensibilidade auditiva.

Outro ponto a ser citado e que deixa muitos pais preocupados é a restrição alimentar, algo que acontece por conta das texturas dos alimentos terem muita relevância para essas pessoas.

Vale lembrar que nem todos que tenham o Asperger pode ter alguma das características citadas acima, algo que dificulta ainda mais sua identificação, principalmente nos primeiros anos de vida, tempo o qual pode ajudar com que estes indivíduos ao menos em partes, aprendam a ‘imitar’ as pessoas tidas pelo mundo como ‘normais’ ou simplesmente neuro-típicas.

FernandoAzevedo

2 comentários sobre “Como são crianças que tenham a Síndrome de Asperger?

  1. É assustador e reconfortante quando ao ler as descrições simplesmente relembro as situações que vivi em minha infância.
    Assustador pois vejo que a falta de acompanhamento adequado no decorrer de minha vida gera transtornos até hoje. Um exemplo disso é o fato de eu ter crises de pânico e ansiedade diante de qualquer pessoa que possa me avaliar.
    Por outro lado é reconfortante saber que tenho como procurar formas de melhorar a minha qualidade de vida.
    Obrigada pelo ótimo conteúdo que você produz.

Comentários estão encerrado.