Como é a depressão em um Asperger?

Como é a depressão em um Asperger?

Faz algum tempo que não postamos nada por aqui, mas após este longo período distantes, um assunto que merece ser discutido: como a depressão é na vida de alguém que tenha o Asperger?

Nunca é demais lembrar que a Síndrome de Asperger é considerada o grau mais leve dos Transtornos do Espectro do Autismo (TEA), suas principais características são dificuldades na interação social e algumas dificuldades motoras.

Já a Depressão é uma doença a qual cada vez mais tem feito pessoas de todo o mundo passarem por momentos no mínimo difíceis, a doença que até pouco tempo nem era vista como uma doença de fato afeta o psicológico destas pessoas que acabam se tornando extremamente deprimidas.

Claro que a definição correta para aquilo que a Depressão é não é bem essa que citamos acima, mas por aqui o foco é ser o mais informal possível, nossa missão é a de informar de um jeito simples o qual todos entendam bem.

Porém voltando ao assunto, como será que a depressão age em uma pessoa que tenha o Asperger em sua vida?

Já falamos sobre o assunto por aqui, em um outro artigo o qual pode ser acessado por aqui.

Mas respondendo a questão: a depressão é ainda mais difícil de ser identificada num Asperger do que em uma pessoa “normal”, isso porque um dos principais sintomas da depressão é o isolamento social.

Algo que em tese é parte da essência de um Asperger, quem tem o transtorno como parte de sua vida até tenta ter uma vida social e faz o possível para ser o mais parecido possível com os demais que são vistos como “normais”.

No entanto estas pessoas que são Aspies sempre terão dificuldades de formarem novos vínculos sociais, é diante desta dificuldade que fica também mais complexo identificar uma depressão nestas pessoas.

Mas geralmente é possível identifica-la de modo até simples, o principal deles é se ligar no comportamento do Asperger.

Quase todos Aspies possuem suas manias, as quais são na verdade hiperfocos.

Esses hiperfocos são situações as quais dão um certo prazer ao Asperger, geralmente eles são parte rotineira de sua vida.

Por falar em rotina, isso é outro ponto o qual devemos levar em consideração quando estamos tentando identificar um grau depressivo em um Asperger.

O primeiro ponto a se observar é se o mesmo está perdendo o interesse por seus hiperfocos, não que isso seja um forte indício de depressão, mas pode ser um sinal.

Geralmente estas pessoas acabam perdendo a vontade de fazer até mesmo suas atividades que em tese lhes dão prazer, além disso, quando um quadro depressivo começa a se desenvolver nestas pessoas elas tendem a não seguirem suas rotinas à risca como geralmente fazem.

Outro grande indicativo de uma depressão pode ser crises nervosas mais frequentes, os sentimentos para Aspergers são uma grande avalanche e ao estar vivenciando um quadro depressivo isso pode acarretar as temidas crises.

Outro ponto a se observar é o fato do Asperger simplesmente parar de se cuidar, algo que também é comum em pessoas vistas pelo mundo como “normais” quando estão em um estado depressivo.

Geralmente quem está encarando uma depressão não sente vontade para nada, nada o motiva, tanto que nem mesmo cuidados básicos são levados a sério como deveriam.

Caso tudo isso que citamos seja observado em um Asperger ou em qualquer outra pessoa o aconselhado é buscar ajuda de um psicólogo ou simplesmente tentar ajudar a pessoa a superar o drama que tem a feito entrar na depressão, esperamos ter ajudado!

FernandoAzevedo