BREAKING NEWS

Quando um Asperger deve tomar medicamentos?

Foto: Reprodução

Quando um Asperger deve ser medicado, devido ao transtorno?

Hoje o artigo irá falar sobre um assunto, que parece ser uma dúvida constante de familiares que descobriram que seus entes queridos, tenham em suas vidas a Síndrome de Asperger, ou ainda o TEA, como é conhecido nos dias atuais!

Como sempre, é bom lembrar que hoje em dia, a Síndrome de Asperger é denominada como o grau mais leve dos Transtornos do Espectro do Autismo (TEA), e sua principal característica é uma dificuldade na interação social e ainda alguns problemas motores.

De modo geral, essas pessoas podem levar uma vida bem próxima do que uma pessoa “normal” possa vir a ter, claro que com algumas limitações e peculiaridades, das quais já abordamos por aqui em outras oportunidades.

Mas voltando ao assunto do dia, quando é necessário fazer o uso de medicamentos em pessoas que tenham o Asperger em sua vida?

Geralmente o uso de medicamentos nestes indivíduos, costumam ser administrados para conter alguma comorbidade acessória, sendo as mais comuns: ansiedade, depressão, falta de atenção e agressividade.

Fora essas “comorbidades”, essas pessoas, assim como aquelas que o mundo vê como “normais”, não precisam tomar medicamentos, ao menos que estejam com algum problema de saúde.

Antes que comece a digitar um comentário nos condenando pela afirmação acima, lembre-se que uma pessoa que seja Asperger não é doente.

E assim se ela não tem problemas com nenhuma comorbidade, ela não precisa tomar medicamentos que só tem a atrapalhar em seu desenvolvimento!

Nunca é demais lembrar que não estamos incentivando, aqueles que usam medicamentos a pararam, como já citado acima, cada caso é um caso, se existir um problema, e esse possa ser solucionado com medicamentos, esse é o caminho a ser tomado.

Porém as famílias destas pessoas, podem esquecer a ideia que existe algum remédio mágico que mudará o comportamento do Asperger como um todo, voltamos afirmar, o Asperger não é uma doença e sim uma condição, desta maneira, não existe remédios que o combatam!

Caso encontrem erros, nos avise que serão corrigidos o quanto antes!
« »
6 Comments

    Sheila Dias Maciel

    Fevereiro 13, 2018 at 8:07 pm

    Novamente um texto muito claro. Parabéns! Sou mãe de um asperger que não precisa de medicação. Para as comorbidades, terapia tem ajudado à família toda.

      FernandoAzevedo

      Fevereiro 13, 2018 at 8:07 pm

      Que bom que tenha gostado, ando pensando muito sobre o que publicar ultimamente, se tiver alguma sugestão de tema,seria bem vindo!

    Telma Batista

    Fevereiro 14, 2018 at 8:07 pm

    Sou mãe de um asperger de 10 anos..imfelizme meu filho precisou ser medicado…pois não dormia por causa da agitação….não conseguia aprender nada na escola pois não parava quieto….era muito ansioso…agora está bem melhor com as medicações….cada caso é um caso….tem uns q não precisa mas tem uns q sim….e a vida segue!!!!

    Inês Fonseca

    Fevereiro 15, 2018 at 8:07 pm

    Tambem sou mae de um menino de 10 anos que tem asperger neste momento nao estou a dar medicacao ao meu filho pois ele deixava quase de comer. Ele esta a fazer terapias. Gosto muito dos seus comentarios parabens!

    Marjori

    Fevereiro 16, 2018 at 8:07 pm

    Meu marido e asperger, e tem se isolado muito, e agressivo se não ficar sozinho, se incomoda demais com o nosso filho de 6 anos que quer contato. Preciso de uma indicação boa de um médico para consultá-lo? Aguardo um retorno

    Vioneide

    Fevereiro 19, 2018 at 8:07 pm

    Como sempre muito esclarecedor parabéns. Meu filho é asperger,tem 14 anos e toma medicação embora eu deseje que não seja necessário por muito tempo.

Deixe uma resposta