BREAKING NEWS

Qual o maior medo que um Asperger tem?

Foto: Reprodução

Hoje o assunto é algo interessante, muita gente se pergunta qual os maiores medos que uma pessoa que seja Asperger possa ter em suas vidas.

Já adiantamos desde já que os medos mais comuns, são coisas tão comuns que você que  esta lendo este artigo nem vai acreditar.

Nunca é demais lembrar que a Síndrome de Asperger nos dias atuais é considerada como parte dos Transtornos do Espectro do Autismo (TEA).

Sendo que o Asperger seria o grau mais leve do TEA, uma pessoa que tenha essa sindrome em sua vida, terá dificuldades na interação social e possivelmente problemas com sua coordenação motora.

Porém tem suas capacidades de aprendizado em padrões normais, ou ainda acima da media da população vista aos olhos da ciência e da sociedade como “normais”.

O artigo de hoje é uma tentativa de esclarecer uma duvida que muitas famílias de um Asperger podem ter ao longo do convívio com seus filhos, filhas ou parentes próximos que sofram com o transtorno.

Para as familias, saber os medos destas pessoas é algo essencial para que assim consigam protege-los ao máximo contra eles.

Ao longo dos meses que este blog existe, já citamos alguns destes “medos” que um Asperger pode ter, medos esses que podem ser causados, por barulhos irritantes.

Muita claridade, exposição a uma tarefa estressante (semana de provas, é um exemplo), intolerância a determinadas texturas, sejam em alimentos ou em roupas.

Enfim os problemas são vários, o fato é que essas famílias tentam ao máximo manterem seus entes queridos o mais protegidos possível.

Só que nem sempre ao fazerem isso, estes conseguem vencer o maior medo que um Asperger pode ter em sua vida.

Antes que você nos xingue pela demora para revelar, qual medo vem a ser esse, iremos citar algumas coisas, para que você reflita sobre elas.

É de praxe em famílias que tenham filhos que sejam autistas clássicos, ou Aspergers, que estes tentem a todo custo proteger seus filhos do mundo que o cercam.

E quando são questionados sobre o futuro de seus filhos, ou ainda familiares, estes dizem que desejam que seus entes queridos, tenham o melhor desenvolvimento possível. Que pode os ver sendo independentes, e coisas do gênero.

Só que ai vai o questionamento, como que essas pessoas podem ser independentes se a família não a deixa tentar?

Mas voltando a questão do medo, o maior medo que um Asperger ou ainda um autista, ou simplesmente um TEA pode vir a ter em sua vida é o medo de ficar sozinho.

Muitos não admitem isso, mas sim este medo é algo genuíno, muitos passam anos em suas vidas tentando conquistar as pessoas as suas voltas, muitas vezes essas pessoas se afastam, por não entenderem bem tudo que ocorre com essas pessoas.

Porém estes não desistem de sua difícil missão de conseguir não ficar só em suas vidas, em resumo aquilo que tentamos dizer neste extenso artigo cheio de enrolações é que uma pessoa que seja TEA, não gosta de ser vista como um “anormal”.

Tudo que estes indivíduos querem é serem pessoas comuns, como qualquer outra que habite o mundo.

Sabemos bem que é difícil para as familiares ver isso, mas sim, seus entes queridos são pessoas normais, mesmo que sejam excêntricos.

Eles precisam de cuidados, certamente que sim, mas não cuidados muito diferentes de filhos comuns, antes que comece a digitar um comentário nos condenando por essas palavras, continue lendo.

Não estamos dizendo que todos os Aspergers ou ainda TEA não precisam de cuidados especiais, e nem tão pouco dizendo para que os pais, e familiares parem de cuidar de seus entes queridos.

Aquilo que estamos tentando dizer neste artigo é que, para o mundo veja seu filho Asperger, Autista, ou simplesmente TEA com outros olhos, você mesmo precisa o ver desta forma.

E lembre-se o maior medo dele ou dela é o de ficar sozinho, por maior que seja o cuidado que os familiares tenham com estas pessoas, se o curso natural da vida seguir, vocês não estarão ao lado deles durante toda a sua trajetória.

Com isso busque tornar seu filho, filha ou familiar, o menos dependente possível, só assim ele poderá driblar o seu medo de ficar só.

« »