BREAKING NEWS

Como lidar com alimentação seletiva em um Asperger?

Foto: Reprodução

Como lidar com a alimentação seletiva?.

O tema de hoje é algo que já abordamos por aqui quando falamos sobre como é a alimentação de uma pessoa que tenha a Síndrome de Asperger que hoje em dia é denominada como o grau mais leve dos Transtornos do Espectro do Autismo (TEA).

No artigo acima citado falamos sobre alguns distúrbios dos quais podem “atrapalhar” que um indivíduo que tenha o Asperger se alimente de forma satisfatória. Seja por ele ter algum problema fisico que o impeça de se alimentar de forma correta.

Ou ainda por conta de uma restrição sensorial a determinadas “cores”, “texturas” ou ainda “cheiros”.

Temos recebido de alguns pais pedidos de conselhos de como ajudar que seus pequenos se alimentem de forma mais ampla e não tão restrita como vem sendo.

Existem muitas crianças com o Asperger que simplesmente não comem determinado alimento por não gostarem de sua aparência. Um dos nossos conselhos para buscar introduzir mais alimentos na dieta de seu filho é tentar mudar o aspecto de determinado alimento que deseja que ele consuma.

Vamos dar um exemplo disso, vamos supor que você deseje que seu filho coma uma fatia de melancia, ele pode se recusar por achar a melancia uma fruta com aparência “estranha”, para convence-lo você pode usar a criatividade e fazer um “rostinho feliz” na fatia.

Isso irá incentivar que ele se alimente com aquela fatia de melancia. Claro isso é um exemplo bem “bobinho”, mas pode ser usado de forma mais ampla.

Outra dica que damos para os pais é que estes busquem eles mesmos se alimentarem do alimento que querem que o filho ou filha coma. Isso porque um Asperger é “curioso” por natureza e ao ver seus pais comendo determinado alimento, podem ficar curiosos para saber qual sabor ele tem e passar a consumir o mesmo com esse pequeno “empurrãozinho”.

Outro conselho é “disfarçar” determinados alimentos de forma criativa. Como exemplo você pode colocar uma cenoura no meio de um bolo que seu filho goste muito. Inserir uma beterraba no meio do caldo do feijão.

Enfim use sua criatividade e tente deixar o sabor do alimento em questão o menos perceptível possível, já que se o Asperger descobrir que foi “enganado” pode passar a recusar o alimento que consumia sem problemas e não é isso que queremos.

Tente incentiva-lo a ao menos experimentar o alimento que ele recusa, caso ele faça isso você o recompensa com algo que ele goste muito.

Leve-o para a cozinha para ajudar no preparo de tudo. Um Asperger estimulado pode ficar mais sugestivo a experimentar novos paladares.

Bem a conclusão nisso tudo é que você deve usar toda sua criatividade para fazer seu pequeno aceitar determinado alimento que pode ser crucial para sua saúde ficar em dia.

« »