BREAKING NEWS

Como um Asperger lida com o preconceito em sua adolescência?

Foto: Reprodução

Ontem abordamos aqui no blog o preconceito sofrido por pessoas que tenham a Síndrome de Asperger ou ainda qualquer outro transtorno que seja parte dos Transtornos do Espectro Autista (TEA).

Como dito no artigo anterior, esses indivíduos tendem a conviver com o preconceito contra eles em todas as etapas de sua vida, claro que este se manifesta de formas diferentes em cada uma destas fases.

E hoje iremos falar sobre como é para um Asperger lidar com o preconceito sofrido em sua adolescência. Fase essa que é uma das mais difíceis de todas na vida de qualquer um.

Além de ter muitas coisas se alterando em seu próprio corpo, o Asperger ainda precisa aprender lidar com alguns “sentimentos” dos quais não tinha antes e isso acaba sendo um dos “ganchos” para que o preconceito sofrido por estes ocorra.

Isso porque geralmente Aspergers adolescentes seguem tendo interesses “diferentes” dos demais adolescentes. E isso contribui para que estes passem boa parte de seu tempo isolados do resto da sociedade.

Tudo isso somente piora, quando o Asperger acaba sendo julgado pelos outros adolescentes como um “estranho” do qual ninguém deveria dar atenção.

Principalmente quando estes tentam se passarem por pessoas “normais”, muitas vezes acabam falando coisas que não fazem muito sentido aos outros e se torna motivo de piadas entre aqueles que tentava formar um vinculo social.

É na adolescencia também que geralmente um Asperger começa se atrair por outras pessoas afetivamente e neste sentido também sofre um certo preconceito.

Também pelo mesmo motivo já citado acima. Um Asperger acaba sendo deixado de lado em tudo, por ser “estranho” e assim acaba não conseguindo a atenção daquela garota, ou ainda garoto por quem esta interessado e quando isso ocorre, este fica muito frustado e tende a começar a ter sentimentos depressivos.

Outro ponto, onde um Asperger pode sofrer preconceito na sua adolescência é na questão de seu interesse “sexual”, geralmente estas pessoas tem “pouco” ou nenhum interesse neste assunto.

E causam estranheza por parte dos outros jovens que nesta fase da vida, estão com os hormônios pulando para fora do corpo.

Por conta desta falta de interesse pelo assunto, muitas vezes alguns outros jovens, isolam o Asperger, por achar que ele seja “gay” ou algo do gênero, não que isso seja um problema, mas infelizmente nossa sociedade ainda o encara como sendo!.

Esse preconceito contra a sexualidade é algo tão comum na vida de muitos que mesmo que não queiram pratica-lo acabam o fazendo sem perceberem.

Tudo isso na mente de um Asperger vai sendo armazenado nos mínimos detalhes e este tende a começar a ver  a sua inserção ao mundo social, como uma verdadeira “tortura”.

Neste ponto da vida os pais destes indivíduos precisam estarem ainda mais antenados aos seus garotos e garotas, pois caso estes enfrentam alguns dos problemas citados acima.

Ao menos poderá ter um “ombro amigo” para poder falar sobre o que vem lhe afligindo.

Na adolescência, o melhor conselho que tenho aos pais é que sejam “amigos” de seus filhos. Com uma relação de amizade, vocês podem ajudar este a encarar o mundo de forma mais simples e sem sofrer tanto, pelos obstáculos que deve encontrar pelo caminho.

Tente sempre o alertar sobre coisas que podem acontecer com ele ao estar num grupo de amigos e ainda quais assuntos ele pode evitar, para que não fique incomodado com virar piada entre os outros.

Tudo isso vai ajudar e muito seu filho, ou filha a ter uma adolescência mais saudável e feliz!.

Alem disso tudo citado acima, ainda existem muitos outros tipos de preconceitos que um Asperger pode sofrer em sua adolescência e ao longo de sua vida. Comentem abaixo alguns destes preconceitos que podem aparecer na vida destes indivíduos e ainda se você mesmo o sofreu, como lidou com tudo isso?.

Ajude meu primeiro livro a ser publicado, entre no link abaixo e deixe sua contribuição:
http://catarse.me/livrooantissocial/

 

« »